Posts Marcados rogério ceni

Rogério Ceni e a farsa, segundo o próprio clube, da proposta do Arsenal.

A questão está muito mal formulada e muito mal entendida. Milly Lacombe acusou Ceni de ter falsificado um documento. No programa ela afirma isso claramente, mas ao longo do seu comentário, ela vai amenizando a acusação de falsificação. Mas o dano já tinha sido feito. Não há como se desfazer os efeitos de um declaração danosa, mesmo que fosse feita a tentativa de desmentido no mesmo programa, pelo simples fato de que algumas pessoas poderiam ter desligado a Tv e saído por aí propagando a notícia de díficil comprovação futura, mas que poderia causar danos irreversíveis à imagem do são paulino. Como se sabe, jogadores vivem da imagem e graças a ela, ele podem fazer contratos milionários e até vitalícios se utilizando dessa imagem.
A ação judicial de Rogério Ceni teve por objeto simlesmente a acusação de falsificação de documento. E não que a proposta do Arsenal seria verdadeira. Aliás, uma reportagem da Folha de 04/08/2006, sobre essa tal proposta, afirma o seguinte: “Só que o Arsenal e o empresário Oliveira Júnior, envolvido no caso, negaram que existisse proposta oficial. Nem sequer havia uma sondagem.”. O link: http://www1.folha.uol.com.br/folha/esporte/ult92u106580.shtml
Nesse mesmo sentido, o próprio São Paulo se empenhou em provar que jamais houve proposta do Arsenal por Ceni. O link: http://www.terra.com.br/esportes/2001/07/05/067.htm
Se isso é verdade, então Rogério Ceni realmente mentiu e inventou a tal proposta, porém, ninguém pode provar que ele tenha falsificado o tal documento ou uma assinatura. Trata-se aqui de mais um dos infindáveis casos de filigranas jurídicas, em que um acusação verdadeira, porém mal formulada, pois houve uma acusação sem provas, deu motivo a Ceni de impetrar uma ação penal contra a jornalista Milly Lacombe. Que ao final ele ganhou e restou que não foi provado que ele falsificou o documento. A jornalista deveria, ao invés de acusar Ceni de falsificação, ter remetido seu comentário aos fatos de que Ceni ou seu empresário teriam apresentado um documento ou fax com proposta do Arsenal, mas que ficou provado, por documento oficial, pelo São Paulo de que jamais houvera proposta por Ceni, sem nunca tê-lo acusado, expressamente como fez, do crime previsto no artigo 298 do Código Penal Brasileiro: “Falsificar, no todo ou em parte, documento particular ou alterar documento particular verdadeiro:
Pena – reclusão, de um a cinco anos, e multa. ”
Em suma, apesar de ter razão na questão, a jornalista Milly Lacombe agiu como principiante e de maneira até leviana ao acusar Ceni de praticar crime. Porém, isso em nada invalida seus comentários sobre o jogador Rogério Ceni, pois uma coisa nada a tem a ver com a outra.
Restou saber na questão toda quem teria mentido de fato, já que não havia proposta, se o próprio Ceni ou se seu empresário, ou ambos. E até mesmo se chegou a existir tal fax ou se a afirmação de Ceni, que segundo o clube Arsenal é falsa, foi apenas verbal.

Obs.: Este comentário que aqui deixo não serve aos pobres diabos que, seja lá por que motivo for, mal sabem raciocinar e sempre tiram conclusões apressadas e sempre tomando a parte pelo todo. Infelizmente, essas criaturas mentalmente pobre sequer sabem do que eu estou falando. Comentários rudimentares de seres desprovidos de inteligência ou raciocínio serão prontamente ignorados. Como dizia minha avó, para não sair fedendo o melhor é não mexer com fezes. Fezes que esse elementos defecam nos blogs e sites nos quais eles, pretensamente, pretendiam “comentar”.

Todos tem direito de ser mentalmente miseráveis, mas eu não tenho a obrigação de ler as imbecilidades que escrevem.

Anúncios

, ,

15 Comentários